terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Real dimensão de Gonçalo Paciência ainda por apurar

Gonçalo Paciência representou Portugal diante dos EUA
Gonçalo Paciência é um nome no qual os adeptos do FC Porto e da Seleção Nacional depositavam grandes expetativas, até pela escassez portuguesa no que a pontas de lança diz respeito. Numa fase em que já se começava a falar do filho de Domingos como uma promessa adiada, surge a primeira internacionalização, ainda que em condições anormais, mas no culminar de um bom início de época no Vitória de Setúbal.

Esse bom arranque tem vindo a contrastar com o da equipa e, de repente, o recém-consagrado internacional AA volta a ver-se num contexto de um conjunto de bloco médio/baixo, pouco volume ofensivo e acompanhado por colegas intranquilos e pouco confiantes. Enfim, um conjunto de condicionantes a fazer lembrar o que viveu há dois anos na Académica, que não lhe permitem um desenvolvimento mais acelerado e que não deixam perceber qual a real dimensão do futebol dele.

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Couceiro será sempre parte da solução

José Couceiro orienta o Vitória pela terceira vez na carreira
Os maus resultados do Vitória de Setúbal sucedem-se e, como é natural nestes casos, o treinador é posto em causa. O próprio José Couceiro já admitiu que o seu lugar “está sempre à disposição” e que quer fazer “parte da solução” para o clube ou então “não fazer parte”, mas nunca fazer parte do problema.

Contudo, se é natural que o treinador seja questionado, é menos comum a realidade deste caso. Couceiro apenas é posto em causa pela imprensa porque, para os adeptos, está de pedra e cal – até para a dita oposição à direção demissionária. A relação entre o técnico e o clube é antiga, tem ficado marcada pela maior parte das melhores épocas dos sadinos no século XXI e, sobretudo, não se esgota em resultados.

sábado, 25 de novembro de 2017

Gelson Martins e a falta de HD

Futebol de Gelson Martins necessita de ganhar resolução
Gelson Martins é, indubitavelmente, o jogador mais desequilibrador deste Sporting. A sua qualidade individual serve para ultrapassar e contornar defesas, abrindo espaços e caminhos para a baliza adversária, dando um plus ao jogo ofensivo montado por Jorge Jesus.

O extremo de 22 anos tem, como nenhum outro no plantel, um vasto reportório de fintas, contrastando com as características de Acuña ou Bruno César, e conseguindo ser (muito) mais preponderante do que Daniel Podence e Iuri Medeiros.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

WWE | NXT TakeOver: WarGames

The Undisputed Era de Adam Cole sai vencedora dos War Games



Data: 18 de novembro de 2017
Arena: Toyota Center
Localidade: Houston, Texas

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

WWE | Survivor Series 2017

Raw levou a melhor sobre SmackDown, mas Strowman deixou Triple H KO



Data: 19 de novembro de 2017
Arena: Toyota Center
Localidade: Houston, Texas

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Impact Wrestling | Bound for Glory 2017

El Patrón ajuda Eli Drake a reter o título; Gail Kim despede-se com o ouro



Data: 5 de novembro de 2017
Arena: Aberdeen Pavilion
Localidade: Ottawa, Ontário, Canadá

terça-feira, 7 de novembro de 2017

WWE Live. Afinal, os portugueses ainda vibram com wrestling (e de que maneira!)

AJ Styles encerrou o espetáculo envolto na bandeira portuguesa
Após cinco anos de ausência, A WWE voltou esta segunda-feira a Portugal, mais de uma década depois de ter virado moda entre os jovens – e de entretanto ter visto o seu público reduzido a um nicho.

Um nicho que, para minha surpresa, está bem mais alargado e apaixonado do que julgava. Ainda estava eu na sala destinada ao merchandising – onde larguei umas notas… – e já ouvia gargantas bem aquecidas e afinadas no interior da arena. Incrível! Por cada superstar que aparecia no ecrã, havia um cântico, um aplauso sonoro ou uma vaia bem audível.

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

WWE | TLC 2017

Regresso de Kurt Angle aos ringues coroado com vitória épica



Data: 22 de outubro de 2017
Arena: Target Center
Localidade: Mineápolis, Minnesota

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

WWE | Hell in a Cell 2017

Why Sami, why? Sami Zayn ajuda o até então rival Kevin Owens a bater Shane McMahon



Data: 8 de outubro de 2017
Arena: Little Caesars Arena
Localidade: Detroit, Michigan

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Um Vitória a gerar preocupação

José Couceiro tem razões para levar as mãos à cabeça
Depois de duas temporadas a acompanhar os desempenhos do Vitória de bem perto, é de uma forma mais distanciada – mas longe de ser desligada ou desinteressada – que vou seguindo o início de época da equipa de Setúbal.

A construção do plantel pareceu-me equilibrada ao nível das diversas posições e bem planeada, com uma tentativa de manter grande parte dos jogadores do curso anterior, um núcleo duro ao qual foi acrescentado o valor de atletas oriundos dos grandes (emprestados ou não) e de talentos detetados nas divisões secundárias – desta vez, talvez a colheita no Campeonato de Portugal não tenha sido tão feliz, mas ainda é cedo para fazer balanços.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

ROH | Death Before Dishonor XV

Motor City Machine Guns conquistam título de tag team da ROH pela primeira vez



Data: 22 de setembro de 2017
Arena: Sam's Town Live
Localidade: Las Vegas, Nevada

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

WWE | No Mercy 2017

Cena passa o testemunho a Reigns e Lesnar retém o título



Data: 24 de setembro de 2017
Arena: Staples Center
Localidade: Los Angeles, Califórnia

domingo, 24 de setembro de 2017

Muitas reservas à Taça... das reservas

Sporting e Marítimo protagonizaram jogo desinteressante
Já lá vão dez anos desde a sua criação e a Taça da Liga continua sem se afirmar no panorama futebolístico português. Por muito que se tenha mudado o formato e se exalte a implementação da (pouco relevante) Final Four, os clubes continuam a apresentar segundas linhas e os estádios ainda se mostram mais despidos do que quando são palco de encontros da I Liga.

Não há grandes exceções na política de utilização de habituais suplentes e reservas, sobretudo durante a fase de grupos. Os exemplos mais visíveis, os três grandes, têm as desculpas de possuírem plantéis com opções que dão confiança necessária para bater adversários menores e de se verem obrigados a gerir a condição física de jogadores que competem de três em três dias.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

O VAR como o GPS, o menos imperfeito dos sistemas

Video-árbitro teve teste de fogo na Taça das Confederações
A tecnologia tem vido a progredir e as diferentes áreas não passam sem acompanhar essa evolução. Indústria, comércio, serviços e lazer estão cada vez mais mecanizados, com o manual e humano a darem lugar às máquinas.

O desporto também tem vindo a seguir esse progresso nas diversas modalidades, e deve fazê-lo sobretudo ao colmatar falhas que, por muita que seja a competência humana, não conseguem ser combatidas com a eficiência necessária. E aqui entra o vídeo-árbitro (VAR), um sistema ainda em fase de testes que, mesmo que nunca venha a atingir os 100 por cento de eficiência, será sempre o menos imperfeito dos sistemas de arbitragem. Nem sequer é uma opinião. É um facto. E não se entende como existe tanta resistência ao VAR.